Rede dos Conselhos de Medicina
CRM-AP solicitou ao Governador do Amapá que conceda adicional de insalubridade em grau máximo para os servidores da saúde

Sexta-feira, 17 de abril de 2020

Considerando os riscos de infecção pelo novo coronavírus, agente biológico que tem causado a morte de muitas pessoas, inclusive de profissionais da saúde, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Amapá (CRM-AP) solicitou ao Governador do Amapá, Antônio Waldez Góes que conceda adicional de insalubridade em grau máximo (20%) para os servidores da saúde. O conselho propôs que um projeto de lei seja elaborado concedendo este adicional, já esse tipo de matéria é de competência privativa do Poder Executivo.

O CRM-AP ressalta que o risco biológico e a exposição ao novo coravírus mudou a rotina das unidades e agora já há a disseminação comunitária da doença, desta maneira, todos os profissionais de saúde que trabalham diretamente com pacientes estão expostos, com risco direto de contaminação e conseqüentemente com risco imprevisível para sua saúde, inclusive risco para suas vidas.

Veja o documento

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner