Rede dos Conselhos de Medicina
Restrição a venda de sulfato de hidroxicloroquina


Macapá, 20 de março de 2020

Diante das notícias de hidroxicloroquina 400mg, usada nos pacientes com lúpus eritematoso sistêmico e outras doenças autoimunes está em testes para infecção respiratória do COVID-19, houve grande procura nas farmácias de todo o Brasil.
Recebemos com grande preocupação a notícia, que circula nas redes sociais e grande mídia, que a venda da medicação seria suspensa e direcionada aos hospitais para tratamento da infecção pelo COVID19.
Considerando que a medicação sulfato de Hidroxicloroquina 400 mg é essencial para milhares de brasileiros com lúpus, considerando que a medicação não pode ser suspensa pela maioria desses pacientes, solicitamos aos fabricantes, distribuidores e redes de farmácias que mantenham a comercialização da medicação mediante receita médica devidamente assinada por médico com registro no Conselho Regional de Medicina do Amapá. Cientes da seriedade da infecção pelo COVID-19.
Estamos unidos e trabalhando para o adequado controle da epidemia, porém não podemos desassistir os pacientes que já fazem uso do sulfato de hidroxicloroquina.

Dr. Marco Tulio Muniz Franco, CRM 994, médico especialista em Reumatologia e Reumatologia Pediátrica e conselheiro suplente do Conselho Federal de Medicina

Dr. Eduardo Monteiro de Jesus, CRM 979, Presidente do Conselho Regional de Medicina do Amapá

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner